Urologistas Associados
Prevenção Para Cálculos no trato urinário.

Foto Divulgação
Em uma pessoa que eliminou um cálculo de cálcio pela primeira vez, a probabilidade de formar outro cálculo fica em torno de 15% em um ano, 40% em cinco anos e 80% em dez anos. As medidas para prevenir a formação de novos cálculos variam conforme a composição dos cálculos existentes.

Beber grandes quantidade de líquidos - 8 a 10 copos de 300 mililitros (dez onças) por dia - é recomendado para prevenção de todos os cálculos. Outras medidas preventivas dependem, até certo ponto, do tipo de cálculo.

Cálculos de cálcio
Pessoas com cálculos de cálcio podem ter um distúrbio denominado hipercalciúria, no qual uma quantidade excessiva de cálcio é eliminada através da urina. Para essas pessoas, as medidas que diminuem a quantidade de cálcio na urina podem ajudar a evitar a formação de novos cálculos. Um medida é uma dieta pobre em sódio e rica em potássio. A ingestão de cálcio deve ser perto do normal – 1.000 a 1.500 miligramas diariamente (cerca de 2 ou 3 porções de lacticínios por dia – Considerações gerais sobre o cálcio). O risco da formação de um novo cálculo é realmente mais alta se a dieta contiver muito pouco cálcio, de forma que as pessoas não devem tentar eliminar o cálcio da dieta. No entanto, as pessoas podem precisar evitar fontes de excesso de cálcio, como antiácidos que contêm cálcio.

Diuréticos tiazídicos, como clortalidona ou indapamida, também reduzem a concentração de cálcio na urina dessas pessoas. Citrato de potássio pode ser administrado para aumentar um nível baixo de citrato na urina, uma substância que inibe a formação de cálculos de cálcio. Restringir a proteína animal na dieta pode ajudar a reduzir o cálcio urinário e o risco de formação de cálculos em muitas pessoas com cálculos de cálcio.
O nível elevado de oxalato na urina, que contribui para a formação de cálculos de cálcio, pode ser consequência do consumo excessivo de alimentos ricos nessa substância, como ruibarbo, espinafre, cacau, nozes, pimenta e chá, ou de certos distúrbios intestinais (incluindo alguns tipos de cirurgia para perda de peso). O citrato de cálcio, a colestiramina e a dieta pobre em gordura e em alimentos contendo oxalato podem ajudar a reduzir os níveis de oxalato na urina em algumas pessoas. A piridoxina (vitamina B6) diminui a quantidade de oxalato que o corpo produz.

Nos raros casos em que os cálculos de cálcio se devem à presença de hiperparatireoidismo, sarcoidose, intoxicação por vitamina D, acidose tubular renal ou câncer, é preciso tratar a doença subjacente.

Cálculos de ácido úrico
Para os cálculos que contêm ácido úrico, recomenda-se uma dieta pobre em proteína animal (como carme, aves e peixe) porque a proteína animal aumenta o nível de ácido úrico na urina. Se uma alteração na dieta não for eficaz, alopurinol pode ser dado para reduzir a produção de ácido úrico. Citrato de potássio deve ser dado a todas as pessoas que têm cálculos de ácido úrico para tornar a urina alcalina, porque os cálculos de ácido úrico se formam principalmente quando a acidez da urina aumenta. Manter uma grande ingestão de líquidos também é muito importante.

Cálculos de cistina
Para os cálculos feitos de cistina, os níveis de cistina urinária devem ser mantidos baixos através de uma grande ingestão de líquidos e, algumas vezes, tomar alfa-mercaptopropionilglicina (tiopronima) ou penicilamina.

Cálculos de estruvita
As pessoas com cálculos de estruvita recorrentes podem precisar tomar antibióticos continuamente para evitar as infecções do trato urinário. Ácido acetoidroxâmico também pode ser útil nas pessoas com cálculos de estruvita.
MANUAL MSD

Veja Mais

  Dr. Glycério A. Pereira Neto | CRM 41.697

  Feliz dia do Homem!

  Dr. Juliano Takayuki Fuzissaki | CRM 44.175

  Sobre a Urologistas Associados!

  Dr. Wagner Salomão Rocha | CRM 48.599

  Dr. Humberto C. F. Morais | CRM 23.803

  Dr. Marcelo Takeo R. Okano | CRM 39.324

  Terapia de Reposição de Testosterona e Doenças Cardiovasculares

  Dr. Marcelo Zerati | CRM 34.010

  Dia Mundial do Doador de Sangue

  Feliz dia dos Namorados!

  A Urologistas Associados atua no mercado desde 2000.

  Dr. Tarcisio Barcelos Evangelista | CRM 47.818

  Dr. Glycério A. Pereira Neto | CRM 41.697

  Câncer de bexiga: tabagismo é o principal fator de risco.

  Dr. Juliano Takayuki Fuzissaki | CRM 44.175

  O que é o estudo urodinâmico?

  Feliz dia das Mães!

  Dr. Wagner Salomão Rocha | CRM 48.599

  Dr. Victor Hugo Borges Silva | CRM 50.501

  Feliz dia do Trabalho!

  Dr. Humberto C. F. Morais | CRM 23.803

  Incontinência Urinária Feminina possui tratamento e pode ocorrer em qualquer idade.

  Dr. Marcelo Zerati | CRM 34.010

  Dr. Marcelo Takeo R. Okano | CRM 39.324

  Vigilância Ativa no Câncer de Próstata Localizado!

  Dia Mundial da Saúde!

  Dr. Tarcisio Barcelos Evangelista | CRM 47.818

  Páscoa!

  Urologista x Nefrologista: entenda o papel de cada especialista.
Proximo >
Urologistas Associados
Urologistas Associados
Urologistas Associados